Fazer namorada

só um desabafo pra me livrar da raiva

2020.10.26 13:45 fckn00 só um desabafo pra me livrar da raiva

Só quero desabafar que odeio muito meu cunhado, ele não cuida nem das coisas dele, imagina dos outros?
*Obs pra entenderem: Eu e minha namorada dormimos juntos todos os dias e revezamos 2 semanas na casa dela e 2 semanas na minha casa, essa situação que aconteceu foi na casa dela.
Ontem de manhã cedo enquanto eu estava dormindo ele manobrou meu carro no pátio/garagem para organizar e esqueceu a janela do motorista aberta, como eu não precisei sair então nem entrei no carro, de noite começou a chover muito forte, agora o banco do motorista tá todo molhado e o carpete também, até algumas coisas que estavam no banco de trás molharam e não tem previsão de sol pra hoje, só amanhã, ou seja, meu carro vai ficar fedendo até amanhã pra poder deixar no sol, fora que eu tenho que vir trabalhar então não da pra deixar o carro aberto pra pegar sol, realmente não sei o que vou fazer. Se começar a feder vou falar pra ele pagar uma higienização no carro e não quero nem saber.
Outro motivo que me faz odiar ele é que ele é muito impulsivo e sempre é descuidado, esses dias o filho dele acabou pisando no óculos dele por que deixou no chão ao lado da cama na sala.
*Obs2: Ele está dormindo na sala da casa dos pais dele pq terminou com a namorada, ou melhor, a namorada terminou com ele, e adivinhem o motivo? -- BEBIDA --! O cara tem 29 anos, tinha um futuro com ela, mas pelo visto o vício alcoólico foi maior do que o relacionamento. Minha namorada odeia ele também, pq antes dele ter ido morar com a namorada dele viviam brigando em casa, pq quando ele bebia se achava o machão e não podia falar um "a" que ele já vinha discutindo, parece muito uma criança quando não aceita um "não" e faz birra.
Eu realmente não entendo esses vícios em bebida, tipo, eu sou viciado em jogos, é o meu lazer, sabe? Mas eu não me deixo levar pelo vício em jogo, se tiver que ficar alguns dias longe eu fico, se eu precisar sair eu saio, se acontecer alguma urgência eu deixo de lado o jogo, não é algo que me prende 100%, mas esses vícios em bebidas é algo surreal, faz o cara brigar com a família, faz o cara ser outra pessoa então pq beber?
Meu pai odeia bebida pq durante a infância dele meu vô batia muito na minha vó quando tava bêbado, meu pai sempre defendia ela e inclusive já bateu nele e foi mandado embora de casa. A partir daí meu pai pegou um ódio de bebida e ele nunca gostou. Já eu não gosto de bebida, mas quando estou com os amigos assim num rolê em casa e tal eu até bebo junto com eles, mas não é algo que eu goste e com toda certeza não é algo que eu gastaria meu dinheiro, prefiro mil vezes gastar com skinzinha em jogo do que com bebida.
Esses dias me deu até uma saudade da brisa que da quando bebe e comprei uma garrafa de cerveja, mas pra verem como não me chama a atenção mesmo ficou umas 2 semanas na geladeira e acabou que minha sogra que tomou kkkkkk
submitted by fckn00 to desabafos [link] [comments]


2020.10.26 12:41 mulhermediana Não consigo me perdoar

Já passou mais de um ano desde que meu último relacionamento terminou, estou em um novo há nove meses e nao tenho contato com meu ex desde o termino. Fiz terapia pra que pudesse desabafar sobre as coisas que passei mas honestamente não adiantou muito. Ainda sinto muita raiva de mim mesma e, de certa forma, não consigo superar ter me submetido a tanta merda.
Não vou contar a história toda porque nao vem ao caso e é longa, mas vou listar coisas que aconteceram: namoramos por quase dois anos, eu tive dois empregos nesse meio tempo e bancava absolutamente TUDO, desde uma pizza até a feira da casa. Mesmo ele sendo quatro anos mais velho era extremamente parado na vida, tentei mil vezes incentivar e mandar oportunidades pra que ele conseguisse algo, mas tudo ele desistia ou nem tentava. Sobre a feira da casa, eu morava só e ele passava mais da metade da semana comigo, quando ele estava na minha casa a comida que geralmente durava uma semana acabava em dois dias. Nunca reclamei ou cobrei nada, pois sabia que ele não tinha como pagar. Comprei passagem de avião pra ele viajar comigo. Comprava coisas que ele precisava tipo camisetas, meias, alguma coisa que tinha quebrado, maconha (que eu nao fumo mas ele sim), cigarro. Até ai tudo bem. Mas aconteceram outras merdas.
O clima começou a ficar ruim entre a gente por N fatores, incluindo ele sempre ficar se depreciando e se afastando sob a desculpa de ser "um merda que não me merecia". Como já sofri alguns traumas sexuais fico as vezes com certa ansiedade se me sinto pressionada a ter relação. Falei isso pra ele e o que ele fez? Disse que tudo bem, não precisávamos transar naquele momento. Virou na cama e se masturbou DO MEU LADO, enquanto tocava em mim. Ou seja, também me abusou sexualmente. Só contei isso pro meu psicologo e dei uma amenizada contando pra uma amiga. Eu fiquei tao chocada que nao consegui fazer nada, e depois que ele veio chorar dizendo que era um merda por ter feito isso eu só desculpei e agi como se nada tivesse acontecido.
Outro conflito foi que ele deu moral pra uma amiga, eu sabia que tinha algo de errado ali, dei escândalo, fiquei bem acabada porque rolava bem explícito na minha frente, ele me contava que ela falava mal de mim pra ele, eu perguntava por que ele deixava e por que queria a amizade de alguém que não respeitava o relacionamento dele. Resumindo essa parte, só depois que eu tive uma crise fudida, num dia que ele falou que ia dormir na casa de um amigo e que ela ia também, eu desativei todas as redes sociais, exclui o WhatsApp e tentei me matar, minha irmã avisou a ele que eu tinha tomado num sei quantos remédios (ela viu as cartelas no lixo) e ele veio correndo pra minha casa dizendo que ia parar de falar com ela, mas depois do termino eu descobri que nunca tinha parado. Obviamente eles namoram hoje em dia kk
A gente transava sem camisinha porque ele dizia que nao conseguia usar, que sempre broxava, tinha ansiedade e o caralho.. isso desde a primeira vez. Sim, fui burra e inconsequente. Ai eu aceitei, pois além de eu ter teste de DST sempre em dia, tomava anticoncepcional, porém outra burrada minha né, confiei que ele nao tinha nada já que, segundo ele, nao tinha tido muitas experiências sexuais antes e nem uma grande variedade de parceiros. Enfim, só que depois de um tempo, quando já tinha rolado a treta com a amiga dele, perdi a confiança e nao conseguia mais transar sem, a consciencia pesava trinta mil vezes mais e batia a ansiedade, do nível ficar chorando desesperadamente só de ele me tocar. Sim gente, era HORRIVEL, o ponto do desabafo é justamente eu me odiar por ter passado por essa situação. POR MUITA SORTE, nunca engravidei e nem peguei DST (fiz teste de sangue pra sífilis, hepatite, HIV, etc etc algum tempo depois do termino, sempre faço todo ano).
Enfim, depois de eu praticamente implorar pra usar camisinha e ele ter fingido que esqueceu em todas, a gente foi parando de transar mesmo, porque eu sempre tinha crise. Ficou acontecendo de vez em nunca (mas usando camisinha), e nesse ponto hoje em dia eu penso que meu inconsciente já sabia que ele tava com a outra, e que por isso meu corpo ja sentia tanta repulsa,fora os traumas que ele já tinha causado e eu não conseguia enxergar.
No último ano ele terminou comigo três vezes, a primeira porque eu disse que ele tava me atrapalhando enquanto eu trabalhava, a segunda porque eu quis conversar sobre formas da gente melhorar o relacionamento e ele disse que não tinha como, a terceira foi no dia do meu aniversário, porque ele dormiu até 17h da tarde e eu reclamei que ele não tinha dado parabéns, aí ele teve um surto e mandou eu me foder, além de ter dito que ia se jogar na frente de um carro pra se matar e que a culpa ia ser minha. Em todas essas vezes eu implorei pra voltar. Pois é.
Só tive coragem de terminar numa vez que, depois de me forçar a transar porque já fazia quase um mês desde a última vez, eu senti tanto nojo de mim mesma que consegui criar coragem e simplesmente terminar, depois dele ter se lavado no banheiro, numa época que a gente estava "bem". Ele "aceitou", mas acho que ficou puto pelo fato de ter aceitado voltar três vezes e no fim eu que tenha pedido as contas (literalmente, já que ele tmb me devia dinheiro e quem pagou foi a amiga dele, que agora é namorada). Tentamos ser amigos, mas depois de eu ter aberto com total sinceridade as coisas que havia sentido ao longo do relacionamento e disse que não estava totalmente preparada pra ter contato normal com ele, fui bloqueada de tudo, até hoje.
Não sei se pelo fato de nunca ter podido confrontar ele diretamente sobre essas merdas depois da ficha ter caído, mas eu sinto que não consegui superar a raiva de mim mesma, não consigo sequer entender como eu me submeti a essas coisas, nem qual sentido eu via em manter o relacionamento, já que eu era MUITO infeliz por uma série de motivos. E o mais engraçado de tudo é que por ele eu só sinto desprezo, não consigo sentir essa mesma raiva, é como se a culpa fosse minha por ter permitido tudo isso acontecer. Eu nao sei se algum dia vou conseguir me perdoar.
TL;DR: bancava meu ex que era encostado, que abusou sexualmente de mim, me traiu com uma amiga (que hoje em dia namora), e sinto raiva de mim mesma por ter ficado dois anos nessa situação.
submitted by mulhermediana to desabafos [link] [comments]


2020.10.26 04:41 Enscie As vezes sinto vontade de morrer!

Eu estou sentindo isso agora, apensar da minha fazer de tudo pra mim crescer na vida e ficar bem eu não estou crescendo e ficando bem... cresci super protegido e isso me ferrou, meu pai não ensinou ter ambição... sempre falou que recusou ser rico pra saber quem está perto e dinheiro não é super importante... namorei a primeira vez aos 22 e terminou aos 23... minha ex sabia o valor do dinheiro, aprendi um pouco com ela mas isso minou minha relação eu não saber isso, eu tenho a teoria mas não a pratica sobre valor do dinheiro e tal, nunca me faltou nada... mas com os anos o poder de grana dele caiu muito e hoje só minha mãe trabalha... eu estou com 24 anos sem trabalho, tenho um curso tecnico e estou na faculdade. Minha mão ta pagando, mas não quero que ela se desgaste mais, nessa pandemia uns dias antes teve meu termino e eu enlouqueci nessa pandemia... agora estou cheio de medos, um sonho me apavora e fico em panico, ansiedade a mil... E ela ta pagando psicologo pra me ajudar agora,,,

Eu larguei um trabalho que consegui na pandemia de telemarkt porq eu surtei de ansiedade e panico por causa de um sonho que eu morreria se aceitasse, mesmo assim aceitei e cada dia durante duas semanas foram um sofrimento brutal....

Enfim, uma angustia cresce e tenho vontade de tirar a própria vida! A ansiedade sobre e o medo e desespero toma conta... tudo parece que não vai melhorar e eu vou ter um fim ruim ou vou morrer por algo sla... só queria minha namorada de volta pra me ajudar nesse tempo sla... me sinto só...

Grato por ler amigos.
submitted by Enscie to desabafos [link] [comments]


2020.10.25 19:48 O_Passageiro O VÔ DA MINHA NAMORADA É UM ARROMBADO

MANO DO CEU QUE CARA FILHA DA PUTAAAAAAAAAAAAACARA VOU CONTEXTUALIZAR>>>Este senhor é um Juiz QUE RECEBE 26 MIL POR MÊS, mora numa puta casa e é um mesquinho, é aposentado. Ok, o pai da minha namorada abandonou ela e mais 2 filhas e deixou com um casal de idosos, elas não tem mãe e foram deixadas com o vô e a vó, uma atitude nobre cuidar das 3 meninas. MAS NAO, ele nÃO CUIDA, ele deixa faltar absorvente(e ele não compra), shampu PQ NAO QUER GASTAR DINHEIRO(ai a vó delas é obrigado a gastar aposentadoria de um salário mínimo pra comprar tudo), pra você ter noção ele tirou a boca maior do fogão pq de acordo com ele gasta muito gás, fazendo demorar pra krl pra cozinhar qualquer coisa CARAAAAAA Q ÓDIO MLK EU VO MATA ESSE VELHO, até ai você pode ta pensando "ah é de boa, o velho é mesquinho" MAS NAO É SÓ ISSO, é daqueles velho machistão ao extremo, ele não tem uma esposa e 3 netas, ele tem 4 escravas. Bota elas pra limpa a porra da casa, só come(comida que ele não cozinha) são uma serie de pequenas ações que da vontade de cometer um crime de ódio.
exemplos:
ter um quarto com banheiro só para ele, deixar tudo fedendo e cagado e obrigar a minha namorada a limpar aquele chiqueiro
ser individualista ao extremo, tipo ta faltando panela em casa pra cozinhar ai ele vai la e compra UMA panela PRA FAZER COMIDA SO PRA ELE ou também ter um plano de saúde SÓ PARA ELE, e deixar a esposa dele(idosa, com problemas cardiacos) usar o sus, que demora bastante pra fazer um exame. Ele simplesmente ignora a existência das pessoas que moram com ele, gasta só com ele e usa a força de trabalho delas pra limpa e cozinhar de graça.
nao deixar minha namorada e as irmãs dela ter amigos homens, namorado nem se fala.
é sempre mais arrogante que ele consegue ser. A ultima da vez foi ele sentado na mesa, esperando a comida ser servida pra ele(PQ ELE NAO PEGA A PORRA DO PRATO E COLOCA???) ai minha namorada fala que vai esquenta no microondas e ele me manda uma "NÃO, VOCÊ NÃO VAI ESQUENTA NO MICROONDAS, SABE QUE EU NÃO COMO COMIDA DE MICROONDAS" mano da vontade de pega uma cadeira e estoura nas costas de desse idoso filha duma puta
Desculpem os erros de português, eu to muito puto, mlk vai toma no cu que esse merda consegue dormir tranquilo. Nunca tive tanto escarnio por senhor na minha existência.
submitted by O_Passageiro to desabafos [link] [comments]


2020.10.25 18:31 ibananana Onde encontrar roupas para transgénero (entre elas roupas interiores e de praia)?

Olá! Espero estar no sub certo. Decidi recorrer a este sub porque está muito complicado encontrar informação deste género para trans na net e aqui no reddit parece não haver nenhum grupo dedicado exclusivamente a trans em Portugal.
Há três dias que eu (F cis) descobri que tenho uma namorada (trans MtF). Estou muito feliz por ela ter conseguido assumir, sinto um enorme orgulho nela. Estou também muito empenhada em fazê-la sentir-se bem consigo mesma e feminina, e isso passa (também) por encontrar roupas para ela. Como (à partida) não pretende fazer a operação (também ainda não toma hormonas dado ser tudo muito recente), precisa de se sentir confortável, a nível de roupa interior (e para quando quiser ir à praia), sem esquecer a questão da feminilidade e da própria auto-estima. Mas, nas minhas pesquisas na net, não estou a conseguir encontrar absolutamente nada em Portugal, e é muito muito muito escassa a oferta que encontrei no estrangeiro.
O que eu gostava de saber aqui é se alguém sabe onde poderia arranjar este tipo de roupas para mulheres trans que possuem pénis.
Obrigada!
submitted by ibananana to lgbtportugal [link] [comments]


2020.10.25 10:43 stijlkoch Como vocês lidam com a dor de terem sido substituídos?

Há mais ou menos uns quarenta dias, minha namorada terminou comigo alegando vários fatores que justificavam o posicionamento dela. E de fato, todos eram coerentes. Então, nesse meio tempo eu sofri muito me martirizando sobre o que poderia ter feito de diferente, até que descobri que na verdade, ela queria uma brecha para se aventurar em outra relação. Não quero e nem irei entrar em detalhes sobre como eu descobri isso, mas por ter sido substituído pela primeira vez, muitas incógnitas surgiram sobre como uma pessoa é capaz de fazer tantas juras de amor num dia e no outro te abandonar e como sou insuficiente por não conseguir nutrir uma relação. Enfim, vocês que já passaram por isso, o que tem a dizer para esse marinheiro de primeira viagem nas substituições? Eu estou bem e fazendo terapia, não preciso de apoio moral, só queria saber da experiência de terceiros.
submitted by stijlkoch to desabafos [link] [comments]


2020.10.25 04:18 AppointmentTricky515 Acho que é a primeira vez que uma garota gosta de mim

Bom contextualizando um pouco, eu sou um garoto de 16 anos meio inseguro que até então nunca teve namorada, ou qualquer experiência desse tipo (não que eu ligue muito pra isso ), a não ser uns foras. Bom tava andando de skate até que uma garota pediu pra andar tbm. Até então “normal” msm isso nunca tendo acontecido, só que ela não sabia andar teve que segurar na minha mão foi bem fofo até pra uma pessoa que nunca tinha visto antes, e ela pediu meu insta. Quando cheguei em casa vi que ela tinha me seguido e mandado um “oii”. Bom aí a gente conversou bastante até, no decorrer dos dias, e ela já tentou marcar 2 encontros. Que não fui com a desculpa de estar viajando. Bom só que eu volto pra casa amanhã e “combinamos” de sair na segunda. Seria uma história incrível se eu tivesse gostado dela, não é possível deve haver algum problema cmg. Ela msm tendo algumas coisas em comum cmg realmente não me atrai fora q é meio nova tbm uns 13 ou 14 anos e não sei Oq fazer pra meio que dispensar ela pq nunca pensei que ia dar um fora em alguém. To pensando seriamente em ficar com ela msm não “gostando” pra ter alguma experiência porém não sei, parece errado, e não sei se conseguiria fazer isso só pra ter uma experiencia. Oq vcs acham ?
submitted by AppointmentTricky515 to desabafos [link] [comments]


2020.10.25 02:57 maisumge O que eu respondo ???

Tive uma depressão fudida a uns anos atrás e nunca me recuperei totalmente. Voltei a trabalhar e namorar mais vez ou outra ainda penso que suicídio é uma boa decisão...
(NÃO QUERO CONSELHOS SOBRE ISSO, SÓ FALEI PRA DAR UM POUCO DE CONTEXTO)
Hoje tava conversando com minha namorada, fazendo planos e etc... E ela tava querendo ir pra orlando e falou se eu queria ir junto, falei que nao tinha certeza pq nao tenho certeza se iria pq nao sou muito seguro do meu futuro e nao me vejo vivendo muito e ela falou "Por que a gente ta junto então ? Ce ta sendo egoísta pra caralho, você sabe né ?"
Tipo, não falei isso pra irritar ela ou me vitimizar, só fui sincero e tipo é o que eu realmente penso. Ela ta me fazendo bem demais e sempre que penso nisso ela é uma das pessoas que me deixa com um pouco de remorso caso eu chegue a fazer pq acredito que ela gosta de mim.
Só que também não quero mentir e deixar ela tranquila e chegar um dia do nada e ela ouvir uma notícia do tipo "teu namorado se matou"
Enfim, situação de merda e as únicas saidas que vejo seria ou mentir (algo que nao sei fazer) ou terminar (algo que nao quero fazer)
Qualquer opinião (SOBRE O RELACIONAMENTO) é bem vinda
submitted by maisumge to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 09:00 jimboFromLA Terminar com a namorada e possivelmente acabar com um noivado alheio

O caso é o seguinte: conheci uma garota há 3 meses e logo começamos a namorar. Ela mora sozinha e com frequência realiza rituais religiosos em sua casa. Até aí tudo bem, o que me incomoda é que sempre vai só um amigo dela e mais 1 ou duas pessoas (homens). Já fui em alguns encontros, mas como sou ateu acabei não curtindo muito. Esse amigo dela está noivo, porém, a sua companheira não sabe desses encontros frequentes (1x por semana no minimo).
A noiva do cara já foi junto visitar ela, e segundo ela, nesse dia ela se vestiu "como uma crente" (roupas compridas), pra que a noiva não ficasse com ciúmes. Detalhe: depois dessa visita, a mulher proibiu elE de continuar fazendo os rituais com ela e tbm excluiu minha namorada das redes sociais.
Um dia eu fui na casa dela enquanto esse amigo estava lá, e ela estava com uma roupa curta (já tivemos conversas sobre isso, ela comentou que já teve relacionamentos abusivos em que os caras não deixavam ela usar biquini, e eu falei que não vejo problema, mas que esse caso especifico me incomoda, pelo fato dos dois estarem sozinhos).
Dei uma stalkeada no perfil dele, e tem uma foto de aniversário de namoro em que a legenda é sobre sinceridade no relacionamento, poder dormir com o celular desbloqueado e a consciência tranquila por não ter nada a esconder. Só que eles combinam pelo Whatsapp os encontros, então suponho que ele apague as mensagens e seja o maior hipócrita.
Já conversei com ela sobre isso. E ela disse que isso é um "processo dele", que ela não tem nada a ver. Pelo que vejo é sempre ela que chama ele para ir lá. Parece que nem liga se isso me incomoda ou não. Eles se conhecem há pelo menos 1 ano, e eu cheguei agora na vida dela. Por isso não me sinto a vontade em "proibir" ela de ver ele. Já falei que me chateia o fato de estar omitindo coisas de alguém.
Não quero parecer o ciumento possessivo, mas isso tá me levando a fazer coisas bizarras, como passar na frente da casa dela um dia que ele foi lá, ver as cortinas fechadas e pensar mil coisas.
RESUMO: minha namorada se encontra com frequência com um amigo que está noivo de uma mulher. Ela mora sozinha e eles se veem lá. Ele esconde esses encontros da noiva, pois ela proibiu ele disso.
Devo terminar e contar de alguma forma pra noiva dele? Pq se eu fosse ela, gostaria que me contassem. Tenho fotos deles dois e prints de conversa que ela diz que ele esteve lá. Já sugeri que façamos algum rolê juntos, pra que todos se conheçam, mas ficou só na palavra do cara.
Nao sou uma pessoa rancorosa, mas vejo essa minha ação como uma vingança contra a hipocrisia religiosa de ambos, que sempre falam sobre verdade, honestidade, amor, etc.
Me desculpem se me alonguei no texto, escrevi na correria e não consegui comprimir as ideias. Me ajudem nessa, redditers. Um bejo e obrigado a quem leu até aqui.
Edit: correção concordâncias e acréscimo de informações.
submitted by jimboFromLA to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 03:34 ITrustRedditPeople Não espere nada mais que ingratidão

Minha ex-namorada acabou de fazer um "currículo" com motivos pelos quais alguém deveria namorar com ela, pois aparentemente ela está solteira. Isso não me diz respeito, mas acabei por encontrar essa brincadeira acidentalmente. No final do currículo, ela colocou, em ordem cronológica, o "feedback" dos três últimos namorados dela. "[Ela] Me fez feliz e [ela] me amou como ninguém , mas abusei e descartei ela", esse era o feedback fictício que ela criou em "meu nome", vulgo namorado número 3.
Parei pra pensar em todas as coisas que eu passei naquele relacionamento, tantas vezes que a agradei, mimei ela, viajei para encontrá-la, elogiei ela até o limite do meu vocabulário, comprei besteiras que significavam muito pra mim, pois sempre fui um fodido sem dinheiro, gastei minhas energias me abrindo pra ela, a fiz sorrir e ouvi com o mesmo interesse as histórias ruins e boas que ela tinha pra me contar. Enfim, todos os pequenos gestos estão passando pela minha mente, todos os traumas inéditos e as boas memórias. Tudo isso significou muito para mim, são coisas boas da minha vida e nada vai tirar isso de mim, nem a ingratidão dela. Não sou bom em várias coisas, mas eu fui um bom companheiro.
Eu espremi a nossa relação e o meu amor por ela até a última gota, mas tudo acaba e algumas coisas acabam mais rápido que outras, nem só amor sustenta uma relação. Não me importo se essa palhaçada foi só uma brincadeira, doeu do mesmo jeito. "Me abusou e descartou". Ela não entendeu nada, nada.
submitted by ITrustRedditPeople to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 01:57 ImmediateTrash4053 Vida depressiva

Tudo começou em 2015 com uma mentira espalhada pela minha ex e as amigas primeiro q eu era talarico e depois que eu era estuprador( mesmo sendo virgem eu era estuprador) tudo isso por causa do cara que queria fazer de tudo para que eu terminasse com ela pra ele pegar meu lugar... Infelizmente ela terminou comigo, mas as amigas e amigos dela nao desistiram, queriam fazer inferno e praticavam bullying como crianças com meus amigos, de caçoar a tentar empurrar de escadas. Eu tive depressão nessa época e não sabia, tudo era novo para mim, foi meu primeiro relacionamento de verdade e a primeira vez q fui chutado... Passaram se os anos e fui conhecendo outras pessoas, chego em 2017 e me deparo com uma menina que era perfeita aos meus olhos, ficamos até o início de 2020 juntos, terminamos por várias vezes e todas ela ficava com alguém, esse famoso tempo que se fala... No meio de 2018 eu perdi meu emprego e como morava com minha mãe eu ajudava na casa, ela cobrava dinheiro, fiquei desempregado e ela me expulsou! Com 600 reais, resto do acerto do último emprego eu aluguei uma mini kitnet, era um quarto com banheiro, e eu vivi sozinho lá, e minha namorada por ser mto oprimida em casa não saia para me ver mesmo eu sendo vizinho dela nesse momento, nessas idas e vindas passei por dias... Meses... Com fome, sede, melancólia... E tudo só ia piorando foram Natal, ano novo, festas que eu via da minha janela, sozinho com as luzes apagadas, todos vizinhos comemorando e eu sem ter nem o que comer no natal e ano novo... E sabe quando você acha que n tem como piorar? Mas piora... Arranjei um emprego ao mesmo tempo que entrei na faculdade, mas a mulher do RH me chamou pouco depois de 1 mês falando, Servente de pedreiro não tem que estudar, você escolhe um ou outro, pois eu tinha faltado um dia pra me inscrever no curso que tinha sede em outra cidade, mesmo com comprovantes que estava la me matriculando no curso que era EAD não teve jeito, ainda ouvi comentário dizendo, fulano estuda e n falta ( fulano estuda na mesma cidade pagando, eu passei por mérito no prouni em primeiro lugar no curso de Ciências Contábeis, mas era em outra cidade para me inscrever) Pois bem mudei de faculdade, fui para uma Federal, e acham que melhorou? Não... Não melhorou, eu estava ainda naquele lugar com cheiro de morte, e aonde tentei suicídio várias vezes, aonde dormi para não sofrer com a fome, e mesmo sem comer fiquei com 100 kg, por estar muito sedentário e comer raramente sem o metabolismo funcionar... Consegui que a faculdade me desse um lugar na casa sedida pelo governo, me mudei, fiz colegas, mas logo comecei a dividir quarto com um rapaz que fez todo inferno na minha vida neste início de quarentena, que achou que como não gostava de mim podia doar meu guarda roupa, meus tênis, tudo que tinha, pois não estava confortável comigo no quarto. Até hoje não resolvi isso, não consegui mudar de quarto nem de casa por falta de dinheiro. Começa a quarentena, meu pai pega Covid e morre. Meu pai que mesmo ficando brigado comigo as vezes era meu alicerce, minha força. Ele se foi, e eu percebi que realmente tudo está fadado ao pó, hoje me encontro sozinho novamente, sofrendo com a depressão e a solidão por não ter ninguém na minha vida. Ninguém pra me apoiar e nem pra conversar, coisa que sinto que preciso, tenho imensa dificuldade de conversar com as pessoas, estou com baixa auto estima por estar acima do peso, e já não sei mais o que fazer e pra onde seguir. Tudo sumiu novamente e eu estou cansado de começar do 0, sozinho, com dificuldades, com a dor, e todo resto. Cada um sente sua dor meus amigos, o que pode não ser tão pesado para você pode ser um fardo pesado para os outros. Eu perdi tudo na minha vida 3 vezes Além de coisas que não descrevi neste texto. Espero que todos tenham ótimos dias pela frente, o futuro não a nós pertence, nao podemos decidir o que acontecerá, mas tenho fé que tudo vai melhorar. Agradeço a quem ler, talvez entenda algo... Peço desculpas pelo textao Mas é isso!
submitted by ImmediateTrash4053 to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 19:36 Raisin-Mediocre Fetiche em ver minha namorada transando com outros

Falei pra minha namorada que tenho o fetiche de ver ela transando com outro homem, outra mulher também. Na primeira vez que contei isso estávamos bêbados assistindo porno e ela disse que não faria, que teria que estar muito bêbada pra beijar outra mulher. Outras vezes ela disse que não, uma vez estávamos bêbados em casa acessando sites de acompanhantes (tanto homens e mulheres) e perguntei e ela disse que não sabia. Da última vez perguntei mais uma vez que queria ver ela transando com outro homem e ela disse que não. Perguntei o por que ela disse que não acha isso certo. O que acham que devo fazer? Deixar pra lá? Tenho medo de realizar essa fantasia e me arrepender, ficar com ciúmes, terminar depois, sei lá.
submitted by Raisin-Mediocre to sexualidade [link] [comments]


2020.10.23 18:34 aleeckhart Minha namorada acha todas as minhas ideias uma merda.

Eu(H21) e minha namorada(M19) estamos desempregados, então estamos fazendo bolos, pavês, doces assim em geral pra vender. Sempre que vamos fazer bolos eu recomendo a gente fazer alguns sabores mundo ama e que chama atenção, tipo bolo de chocolate principalmente, bolo prestígio, bolo de fubá e tals. Mas minha namorada sempre diz que tô falando merda e que vai fazer os sabores que ela quer (no caso na maioria das vezes são receitas que ela aprendeu e quer fazer alguma vez). Ontem assamos alguns e ela insistiu que queria fazer bolo de churros e ninho, e cara, bolo de ninho a cobertura é muito boa, mas a massa não tem gosto nenhum. Como sempre eu recomendei alguma coisa mais popular e ela falou que eu tô falando merda. Enfim, eu penso que a gente deveria fazer coisas que as pessoa já estão acostumadas pra ter mais vendas, pq quanto mais vendar melhor pra gente. Quem gosta de bolo de churros ?? Nunca vi alguém falar "nossa, tô com uma vontade de comer um bolo de churros"
submitted by aleeckhart to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 13:04 TaruTGabie Eu nunca tive um emprego

Hoje em dia esse negócio de primeiro emprego parece complicado. Vejo que tá dificil pra quem passa anos trabalhando e já em um curriculo ótimo, quando olho o meu sem experiência alguma chega dá uma frustração. Tá, mas como eu vou ter experiência de emprego se eu nao arrumo um emprego? Eu sinceramente nao sei o que estão procurando. Ja entrei no CIEE, faço várias tentativas no jovem aprendiz, envio meu curriculo quase que diariamente e faço esses testes que algumas empresas pedem online. Eu nunca tenho o que eles querem e eu ja tenho 20 anos. Não tenho mamãe e papai para me ajudarem, quem ultimamente tem me ajudado é minha bisa avó que por acaso acabou vindo morar comigo e com meu pai, e agora meu pai arrumou uma namorada e uma enteada de 5 anos e nem para mais em casa kkkkkk não posso culpá-lo, posso? Talvez pela parte de ele nunca me ajudar a fazer um currículo direito. Não que o meu nao esteja certo, mas ele tem experiência! Pra namorada dele ele corre atrás de emprego... Mas tudo bem, uma hora eu consigo, certo? Isso não muda o fato dessa frustração existir. Droga, eu sinto que não tenho sorte pras coisas. Vejo tanta gente pulando de emprego em emprego, que nem tem curso direito, mal o ensino médio completo, com as costas quentes conseguindo emprego por conhecido de parente. Ultimamente eu revendo umas coisas, pra tentar ter meu dinheiro, "mas"... É difícil quando não se tem clientela. Pelo menos eu to conseguindo vender, mas ganhar 100 reais por mês não é lá vantagem quando eu to precisando crescer... Tô tentando manter a cabeça no lugar, mas pensar em como as coisas estão dá vontade de sair na rua e só sumir.
submitted by TaruTGabie to desabafos [link] [comments]


2020.10.23 06:53 JumpyFisherman7601 Me ajudem, estou meio perdido...

Eu e minha namorada não temos um momento de intimidade mais quente há várias semanas, e ela confessou não sentir vontade. Eu não sei como reagir, não me parece que vamos fazer alguma coisa em breve e estou ficando preocupado...
submitted by JumpyFisherman7601 to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 21:14 robinauthentic não consigo parar de pensar

ultimamente minha cabeça vem pensado em muitas coisas. Atualmente eu trabalho, tenho namorada e relativamente vivo bem, mas eu tenho um sério problema que eu não paro de pensar nas coisas. Sempre presumo que as pessoas estão me julgando ou me achando um otario, em um momento estou bem, e alguns minutos depois eu estou mal pois não consigo parar de pensar. Eu penso muito em como vai ser daqui a alguns anos, como vai ser minha vida em questão profissional, faculdade, pessoal mas não consigo me planejar em nada. Eu sou levemente estrábico e acho que isso ainda vai acabar comigo (falo em questão disso me fazer muito mal pro meu psicólogo) nunca tentei nada, mas sempre penso em acabar com tudo, só não faço isso pq eu amo muito a minha mãe e a minha vó. enfim, não sei como sintetizar, mas a minha cabeça simplesmente não para. eu estou sempre pensando, sempre com a cabeça pesada, to cansado de tudo. não sei oq fazer comigo.
só queria descansar a minha mente. a real de tudo é essa
submitted by robinauthentic to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 20:20 outsider2677 Fui traído e agora moro com meus pais

Oi, aconteceu hoje cedo, meu relacionamento de 4 anos foi destruído porque peguei minha namorada mandando nudes e conversando sobre putaria com um cara que nunca vi.
Eu namoro essa menina ha 4 anos e estávamos morando juntos ha 2 anos, sempre tivemos nossas diferenças mas sempre conseguíamos lidar com os problemas. E antes de morarmos juntos fizemos um voto pessoal nosso em nunca esconder segredos, se um de nós nao tivesse feliz terminariamos na hora. Tanto que nunca ligamos de um mexer no celular do outro, afinal nao tinhamos nada a esconder.
Hoje, acordei bem cedo e dei bom dia a ela, conversamos na cama e brincamos como sempre fizemos, então decidi ver o que ela estava jogando no celular, coisa q ela nunca achou ruim. Mas dessa vez foi diferente, ela ficou na defensiva e começou alegar q nao estava bem, estava com dor de ouvido e tal, então eu tentei pegar o celular e ela me empurrou quase q pra fora da cama.
Ela segurou o celular firme e eu achei mt estranho, isso nunca tinha acontecido mas na hora eu sabia que ela tava escondendo algo. Tentei tirar o celular dela a força, levantamos da cama e ela começou a me bater e empurrar, saí correndo com o celular na mao do quarto e tentei fechar a porta, ela começou a bater e empurrar a porta.
Foi entao que vi varias mensagens trocadas com um cara que nunca vi na vida. Havia mensagens sobre ela chupar o pau dele e falando que queriam transar, mas o pior de tudo foi que ela mandou um video pra ele mostrando o seio.
Eu desabei, nao soube o que fazer e entrei em pânico, só conseguia chorar.
Liguei pros meus pais e agora estou deitado num colchão na casa deles, trouxe minhas coisas com a ajuda de um primo e estou sem fé nenhuma na humanidade.
EDIT 1: Respondendo alguns comentários, esfriei a cabeça na casa de meus pais e voltei ate lá pra terminar de trazer minhas coisas, sentei com ela pra finalmente entender o por que ela fez isso, pois foram anos jogados no lixo. Ela disse que não se sentia mais ela e que fez as coisas que fez porque queria ser outra pessoa. Acho que mandar mensagem pro cara a fez acreditar ser fodona, sei la (ela sempre teve problemas com insegurança).
O ponto é, ouvi todos os lados da estória, nada justifica o que ela fez e eu estou naquele baque ainda. Meus pais tinham um ótima relação com ela, nos ajudaram sempre e esta bem estranho o clima aqui, a ficha nem começou a cair pra eles ainda.
Agradeço muitíssimo os comentários de vocês e apesar der ser bem foda a situação, pelo menos fiquei feliz de ter tido a coragem de largar tudo de uma vez. Nao guardo rancor e nem quero prejudicar a vida dela (olhe que printei as conversas dela e podia facilmente jogar no grupo da família dela) mas nao sou esse tipo de pessoa.
Só quero distância!
submitted by outsider2677 to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 04:57 Trynoum Meu relacionamento era abusivo e eu nem me dava conta

Primeiramente, deixem-me dizer que é um alivio poder falar em um subreddit brasileiro, muitas vezes eu conversava com gringos mas eu me sinto mais confortável conversando com BR msm. Bom, a um pouco mais de um ano atrás, eu comecei a ficar mais proximo de uma amiga minha, a gente começou a conversar, e eventualmente saimos juntos e começamos a namorar, era tudo muito bom, a gente se entendia e realmente amava um ao outro, com o passar do tempo, ela começou a demonstrar um pouco mais de ciúmes, e como eu sou uma pessoa que também sente bastante ciúmes, eu entendi os sentimentos dela e quis fazer a vontade dela, perguntar oque que tava deixando ela triste e essas coisas, a gnt conversou e conseguimos até ficar em uma relação saudável.
Um tempo depois, ela começou a agir estranho, e confessou se sentir meio mal por eu assistir pornô, porque aquilo era eu prestando atenção no corpo de outras mulheres e aquilo deixava ela mal, desde esse ponto, meu cérebro já ficou com um pé atrás, tipo, poxa, é normal ver pornô mesmo em um relacionamento, eu acabei pesquisando e isso não era problema pra maioria dos casais(tenham em mente que eu não tinha muita experiência em relacionamentos na época), porém eu meio q só concordei em não ver mais, contanto que a mesma coisa se aplicasse a ela, alguns meses se passam e ela fica mais agressiva comigo, eu não posso mais curtir a foto de uma amiga minha porque isso deixa ela pensando que eu quero ficar com aquela pessoa, mas quando ela curte a foto de um menino, até sem camisa ou algo um pouco mais "sensual" e eu tento trazer isso pra conversa ela simplesmente fala "não percebi" ou algo do tipo e pede desculpas como se não fosse nada demais, sendo que quando eu fazia até menos eu era xingado e julgado por ela.
Depois de um tempo as coisas começaram a ficar realmente sérias, eu parei de conversar com uma caralhada de gente pra ela não ficar triste, mas ela parecia não se importar quando eu dizia que sentia ciúmes por alguem, e isso chegou a um ponto onde, se a gente tivesse conversando por texto, eu nem reconhecia mais a minha própria namorada que tava comigo a mais de um ano. Eu amava muito ela, ou pelo menos a versão dela que eu pedi em namoro, então eu sempre segurava os sentimentos só pra mim e esperava que, quando eu conseguisse a ver pessoalmente a gente resolveria, bom, quando a gente se via pessoalmente ela prometia não me tratar mais daquele jeito e outras coisas, mas uns 3 dias depois ela voltava a me tratar do mesmo jeito ou até pior, quando eu falava pra ela que eu tava sendo tratado mal e do mesmo jeito que antes, ela ficava brava e ameaçava terminar comigo ou até mesmo me trair, falando coisas como "vou mandar foto sem calcinha para aquele amigo meu" e coisas assim, tinha vezes que, ela entrava na minha conta do instagram pra ver se eu tinha visto um stories específico que em teoria eu não "deveria ter visto" sendo que muitas vezes eu só deixava os stories rolando enquanto fazia outra coisa.
Eu me cortei, tanto meus pulsos quanto um pouco da minha barriga, mas logo depois eu percebi que aquilo não ia ajudar em nada e só ia me trazer um sentimento bom momentaneamente, então eu parei de vez logo depois da primeira vez. Por mais que eu amasse ela de um jeito descomunal, quase como se eu amasse ela mais que eu mesmo, depois de um tempo eu comecei a me dar o real valor que eu tinha, e o jeito que ela me tratava não me fazia mais chorar e sim perceber o quão mal eu tava sendo tratado esse tempo todo, dessa vez eu não esperei pra ver ela pessoalmente, eu simplesmente falei que não queria mais nada e só vazei. Eu fiquei mais de um ano e alguns meses em um relacionamento abusivo, e eu nem sabia que era abusivo até terminar e ir pesquisar sobre, eu basicamente não tinha opinião, meus sentimentos não importavam e eu tinha que dar o maximo de satisfação possível pra ela, se não ela me ameaçava terminar ou me trair.
Era isso, eu precisava falar isso pra alguém então resolvi me expor aqui pra vocês, hoje em dia eu to bem melhor e percebi o quão otário eu tava sendo de continuar naquele relacionamento, ela basicamente fazia o que quisesse comigo e eu so deixava, eu voltei a falar com vários amigos com os quais eu tinha perdido o contato e eu acho que ta tudo bem agora.
submitted by Trynoum to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 03:55 tomidiverdade Eu só queria uma namorada

Eu sou relativamente novo (13 anos) mas a essa altura eu queria ter tido pelo menos uma namorada, nem se você alguém que eu nao gostasse tanto, mas só pra ter o gostinho de alguém que gosta de vc, sem querer me ganhar mas eu alma acho legal e bonito, pelobmenis pra alguém gostar de mim, então eu fiz a teoria de que eu não percebo se alguém da em cima de mim ou gosta de mim. EU TO CARENTE!!!
Oi, obrigado pelo feedback, eu acho que vcs tem razão, eu tenho muita coisa pra fazer, eu acho que eu tô muito carente por causa da quarentena, mas mesmo sem "namoricos" eu vou continuar com as minhas paixões de pré adolescência. Obrigado a todos mundo, eu acho que a minha carência é muito compensada por pessoas como vocês que me ajudam a ter uma convivência, até mesmo quando eu discuto com as pessoas aqui pelo Reddit eu já fico animado pq eu tô conversando com pessoas reais!!!!!obrigado de novo
submitted by tomidiverdade to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 01:18 KrisiAX :)

Bom, vou resumir bastante e tou nem aí pra erros de português fodase, cresci em uma família que é basicamente ódio puro todo mundo se ódeia mais planta falsidade quando estão cara a cara, nasci já quase morrendo sem ar, meus pais divorciados e msm assim morando na msm casa, quando eles se afastaram msm não deixaram eu ficar com minha mãe, o motivo era q minha mãe ia muito pra festa até trazia caras com meu pai em casa, eu já morando com meu pai só vivia se mudando e quando ele arrumou alguém começou a resolver tudo, tudo msm com agressividade, eu tinha muita dificuldade em prestar atenção e em estudar, meu pai fazia eu sentar em uma mesa e ficar estudando o dia todo e ele saia pra trabalhar e a mulher dele tb, ficava sozinho o dia todo,só me divertia na escola por enquanto, quando meu pai chegava em casa ele me perguntava algo da matéria e eu não sabia responder pq qualquer coisa me chamava atenção e ele smp me batia quando não sabia responder, teve um dia em que eu não quis ir pra escola e não fui, passei a manhã todinha na rua pós só vivia dentro de casa e estava realmente curioso sobre lá fora e meu pai soube dessa falta, e quando cheguei em casa ele tbm tava la, falou q era pra eu ir lá pra trás, ele tinha pegado a coleira de ferro do cachorro e me bateu muito com ela essa surra é aqui mais me perturbou na minha vida,tinha ido pra escola no dia seguinte, ninguém perguntou se eu tava bem ow oq aconteceu, comecei a preferir ficar sozinho ai,a gente começou a morar na favela, onde a mulher dele morava,a mulher dele só vivia me colocando pra baixo pq tinha dificuldade em se concentrar nas coisas, quando o filho deles nasceu, aí foi quando as agressões aumentaram,a mulher só vivia dizendo que minha mãe não me queria e chamava ela de todos os palavrões possível, bem novinho comecei a ter raiva das pessoas, com 10 anos minha vó veio me tirar daquela situação e deu a minha mãe, minha mãe não era aquela pessoa que eles falava, era uma mulher boa que claro no passado tinha várias parada, ali pensei que ia ficar bem, mais com o tempo minha cabeça estava entrando em surto, entrei na minha primeira escola naquela moradia, eu era calado e muito tímido foi difícil arrumar colegas, mais arrumei 1, não 1 colega e ss amigo(é meu amigo até hj) mais tb arrumei mais uma merda na vida, com 13 anos arrumei uma mina (precoce) mais velha q eu, não sabia nem namorar direito, com 2 meses eu fui na casa da mina, a casa dela é logo de esquina e tem um campo na frente sem luz, quando estava chegando eu vi uma cara com ela, eles estavam se beijando e o cara tava com a mão dentro do short dela, eu nem fiz nd com a situação, eu só voltei pra casa coloquei um lençol tampado todo meu corpo e chorei pra krl calado pra ninguém ouvir, foi aí q meti na minha cabeça q não precisaria de ninguém, tinha uma pessoa na minha vida q tirava sorriso meu q era meu tio mais teve um dia na madrugada um cara veio em casa falando q ele tinha morrido com um tiro no peito, meu primeiro ataque de pânico minha mente parou, ficou com vários pensamentos e só oq vinha na minha cabeça era se matar, foi aí a minha primeira tentativa de suicido com uma corda mais ainda bem q eu tomei minha cabeça de volta e pude conter, comecei a usar maconha pois me ajudava muito com os pensamentos me fazia dormir bem mais tb veio a raiva explosiva e os problema com socialização paranóias e mais(não por causa da maconha),eu só fazia brigar e usar maconha,depois de um tempo comecei a cultivar dentro do meu quarto, smp preservei a privacidade e tinha muito ciúmes das minhas coisa, meu tio foi abrir meu quarto, e era o logo oq eu não gostava, abriu meu quarto e entrou nele, mais eu enguli essa situação, ele quis contar pra minha familia, mais aí eu já tava com mais nd no quarto tinha jogado tudo, e quando vieram tirar satisfação eu falei q era pra amostrar as provas, entraram no meu quarto e não viram nd começaram a ficar puto com meu tio, ele veio tirar satisfação cmg, eu fui na cozinha e peguei uma faca e fui em direção dele pra enfiar nele, mais tinha muita gente e eles me seguraram, horas depois meu tio voltou, com um 38 falando que ia atirar em mim, não tive preocupação nenhuma com aquilo não tive medo nd, eu pedi pra ele atirar várias e várias vezes, ele com um 38 enfurrajado, acabou não atirando não sei pq, minha mãe veio até mim dizendo que sabia q eu tinha plantado ela chorando dizendo "olha oq vc causou" eu tinha olhando pra ela e falei "tou nem aí", meu segundo surto foi nesse dia, perdi a cabeça e tentei meu segundo suicido e mais um sem sucesso, minha mãe tinha visto, tentou me colocar no psicólogo, mais como eu tinha na cabeça q não precisaria de ninguém se mantia no quarto,eu gostava muito de programação e hacking, eu lia bastante sobre, ficava admirado com as parada q via sobre eles, eu prefiria ta estudando programação do que estuda na escola, uma professora veio até mim no final da aula dizendo que notou que eu tenho problemas só vendo minhas atitudes dentro da sala de aula, ela falou que eu podia contar sobre eles a ela, eu fugi do meu orgulho e tentei contar mais não consegui, comecei a chorar e ela falou q era pra eu ir em um psicólogo pq eu ia melhorar muito, eu comecei a pensar sobre minha vida de madrugada, e quis experimentar um psicólogo, eu contei um pouco da minha vida a ele, e ele me encaminhou a uma psiquiatra, contei um pouco a ela tb, e ela me passou remédios pra tomar de manhã e de noite, cara sinceramente foi a melhor escolha da minha vida, pois eu ficava melhor a cada sessão, cada sessão eu esvaziava o barril cheio de problema e estourava a bolha que estava em volta de mim, com 17 anos conheci uma mina depois de um tempo nos começou a namorar, eu ainda contia problemas convivendo na minha cabeça, e aqueles problema começou a afetar a mina, tratava ela mal e meu orgulho não deixava eu pedir desculpa, mais msm assim a mina ficou cmg me deu concelhos e eu jurei pra ela que ia melhorar dali pra frente, tenho 19 anos ainda tou com ela, hj em dia eu ainda tomo os remédios e ainda vou pro psicólogo semanal e psiquiatra a cada mês, sou uma pessoa mudada (claro ainda vem os pensamentos as vezes) mais consegui aceitar as pessoas ao meu redor e ser melhor pra minha namorada, já sei programação e tou querendo fazer um curso pentest kkk, eu resumi bastante mais sofri muito bullying na vida por ser gordo e cheio de espinha na minha adolescência, hj eu faço academia e luto muay thai, é isso :) espero que os que tem conflito consigo msm tentem desabafar com um psicólogo vão ver a mudança.
submitted by KrisiAX to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 08:23 SKruizer A melhor e pior época da minha vida

Boa parte do motivo de eu tar escrevendo isso agora é porque eu comprei um teclado novo e quero testar, outra parte é porque eu não acho que alguém que me conheça saiba meu user do Reddit e o resto é porque eu sei que ninguém se importa comigo o suficiente pra saber. Anyway, eu muito provavelmente vou remover esse post depois. Desculpa pela introdução enorme, vamos começar.
Depois de muito tempo (uns 4 anos) de terminar o médio, que eu terminei atrasado mesmo sendo consideravelmente mais inteligente do que a média, eu finalmente consegui um emprego estável. Entrei por agência como temporário, mas fui efetivado recentemente, e com grandes chances de ser promovido logo. Apesar da situação na minha casa não ser das melhores, não é nada que me preocupe muito, apenas o tempo cobrando seu valor. Essa pode ser literalmente a melhor época da minha vida: eu tenho amigos, um emprego estável e bom apesar de eu viver reclamando (quem não?), e finalmente eu saí de um limbo que eu tava preso faz bastante tempo.
Agora, eu tinha uma namorada até o fim do ano passado. Uma que mora relativamente longe de mim, mas a gente se via e se amava muito, ou pelo menos eu quero acreditar. A gente se conheceu pela internet, e deu muito certo junto. No começo eu era meio babaca, mas cresci bastante com ela, e graças a ela também, e eu gosto de acreditar que o mesmo aconteceu com ela. Eu amava ela completamente, e acredito que ela também me amava bastante, mas nós dois sabíamos que era um relacionamento tóxico. A gente não se via com a frequência que a gente queria se ver, e isso causava desejos que pessoas que se amam não deveriam sentir. Acima de tudo, eu tenho depressão, tinha desde aquela época, e isso só piorava tudo. Chegou uma hora que ela não se sentia mais confortável comigo, eu acho.
Ela fez mais amigos, conheceu uns caras legais e que, diferente de mim, tinham vida. Queriam viver. Eu nunca deixei de amar ela, mas senti nosso relacionamento se esvaindo cada vez que uma burrada acontecia, minha ou dela. Até que uma hora, ela se cansou. Tinha conhecido um outro cara, um que ela podia ver com frequência, e daí desandou tudo.
Eu fiquei acabado. Eu nunca tinha tentado cometer suicídio até isso acontecer. Mas eu não queria que ela se sentisse culpada, nem queria desapontar minha mãe, minha irmã e minha avó nesse nível, então no fim das contas, eu não tive bolas pra me matar de verdade, mas Deus sabe o quanto eu queria morrer. Não sei nem como eu to aqui escrevendo isso agora.
Fiquei mal por um tempo, quis continuar sendo amigo dela achando que ia conseguir ela de volta, mas cada dia que passava eu só fodia tudo mais e mais. Me afastei por um tempo, achando que eu tava sufocando ela, só pra ter uma recaída e fazer tudo muito pior. Decidi me afastar de novo, não aguentei de novo, e aí ela percebeu que tava fazendo mal pra mim e pra ela, e aí ela decidiu se afastar. E eu prometi pra mim mesmo que não vou atrás dela dessa vez. Vamos ver quanto isso dura.
Acho que parte de mim ainda ama ela. Eu sei que eu não superei, mas que também eu não preciso mais de nada disso. Pouco tempo depois disso foi quando eu consegui meu emprego, que me fez mais amigos e deu um motivo pra sair de casa, coisa que eu não fazia nem antes da pandemia. Se tá me fazendo bem? Não muito. Pelo menos tá me dando alguma coisa pra me distrair, eu acho.
Ao mesmo tempo que essa pode ser a melhor época da minha vida por conta de ter um emprego, uma estabilidade financeira que eu venho querendo faz um tempo, é a época que eu também to mais fodido na depressão. Eu não tenho problema em admitir que eu tenho depressão e preciso de ajuda, mas eu mesmo não vou atrás de ajuda porque eu não sou importante o suficiente. Quando eu conto pra alguém que eu tenho depressão, minha máscara de pessoa normal já tá tão bem desenvolvida que ninguém nem dá bola, e sinceramente eu acho que prefiro assim. Vai ver ninguém liga mesmo. Eu não ligo.
Se alguém achar isso é insta delete, apesar de que ninguém vai querer ler uma parede de texto desse tamanho de qualquer jeito. Se você leu, toda gratidão aí cara, e me dá um feedback se você achar que eu escrevo bem. Sempre quis ser escritor.
submitted by SKruizer to desabafos [link] [comments]


2020.10.21 06:41 theInjusticeamongus Era uma vez...uma internet sem velhada!

Eu ainda sou do tempo em que a internet era uma espécie de submundo. Um escape. Apenas os mais jovens a usavam, pouca gente a tinha instalada em casa, e ficar online, nem que fosse só por 1 horinha, dava uma pica do caralho. Era o ponto alto do dia de qualquer criança e adolescente, desfrutar da sua horinha diária de conexão. Sim, porque era caro. 1 horinha por dia ficava-te aí nuns 20 euros por mês. Não tenho bem certeza, pois não era eu que a pagava. A velhada mal sabia o que era a internet, portanto tava-se bem. Não tinhamos de ter cuidado com o que publicávamos, nem tinhamos de ler o que o gang do AVC pensava. Era uma época em que os reumatoides guardavam o lado mais sombrio dos seus pensamentos para eles mesmos. Não te podiam convidar para jogos do facebook, e tava-se bem.

Este post vai ser um pouco longo. Espero que não se aborreçam. Talvez sirva para dar a conhecer algo de novo aos mais jovens, e ajudar os mais old school a recordaros bons velhos tempos. Se possível, partilhem também experiências que tenham tido quando a internet ainda era um dinossauro.

Internet nas escolas

As escolas têm computadores com ligação à internet desde inícios e meados dos anos 90. Nos intervalos podias utilizá-los. Essa utilização consistia em fazeres uma pesquisa random num motor de busca. "Tartarugas ninja", por exemplo. Depois vias as fotos. Sem supervisão parental, pesquisavas porno. Mas basicamente era isso. Não havia mesmo muito para fazer.

Lentidão

Havia horas em que a internet não se mexia. Dependia muito da quantidade de pessoas online. Tinhas de ser estratégico. Se fosses às 9 da noite, por exemplo, podias ter de esperar 15, 20 minutos para carregar uma simples página web. Um download de 5 megas levava facilmente meia hora, e era se a net estivesse boa. 5 megas era mais ou menos uma música.

Antes do Google

Google não existiu até 98, e mesmo a sua popularidade só veio mais tarde. Portanto, aí até 2000 o que se usava era o Altavista. Yahoo também era muito popular, e em Portugal os preferidos eram o Sapo, Aeiou e Clix, para tudo, mesmo pesquisas.

Antes do Youtube

Sinceramente, eu só soube o que era streaming aí por volta de 2004. Ir a um site e ver videos online não era prática comum. Nem havia nada que fosse muito popular. Pelo menos que me lembre. O Metacafe era o mais conhecido. Era tipo Youtube, mas muito menos popular. Portanto, não havia nenhum site deste género que toda a gente usasse . Dailymotion também tornou-se popular durante um curto período de tempo. Mas ainda hoje o utilizo para encontrar videos que o Youtube remove constantemente. Aconselho a toda a gente.

Porno

Nos anos 90 era mesmo só ir a sites tipo o da Playboy e ver gajas nuas. Resumia-se a isso. Fotos de gajas. Não se usava cá sites com vídeos. Víamos umas mamas e estava a andar. Naquela época ver mamas era de loucos. Acho que hoje em dia para sentires a emoção de ver mamas na internet nos anos 90 terias de encontrar um OVNI com ET's lá dentro. A banalização matou muitas emoções.
Depois em inicios de 2000's o que havia era sites tipo pornhub, mas com clips super curtos. 30, 40 segundos. Se algo te captasse a atenção depois tentavas sacar os filmes inteiros.

eMule

Era o que se usava para sacar merdas. Basicamente, colocavas um filme a sacar hoje, com alguma sorte para a semana estava completo. Mas isto já é mais recente. Em Portugal usou-se muito entre 2004 e 2006. Nos anos 90 e inicios de 2000 não se costumava sacar cenas. Ocasionalmente alguém partilhava um video num chat ou fórum para um evento ou algo assim, mas pouco mais. Acredito que houvesse forma de se sacar, mas não era comum. Em vez de filmes no disco rigido, tinhas um porta cd's cheio de filmes e pornografia.

Chats Clix e Terravista

Entre finais de anos 90 e inicios de 2000's era o que estava a dar. Não tinhas de te registar, e havia sempre umas centenas de pessoas prontas a conversar. Podias ser uma pessoa diferente todos os dias. O conceito de "catfish" não existia, pois catfishing era a norma. Era bom para o engate e conversas porcas. Proporcionava-nos uma sensação de liberdade. Na altura era tudo muito menos controlado. Não tinhas problemas legais com o que dizias e fazias na net, e nem sequer eras banido. Dificilmente te baniriam do Terravista. Era agradável, mas todos os dias havia alguém que entrava só para dizer algo tipo: "SEUS FILHOS DA PUTA!!!!!!!!!!!!! VÃO PO CARALHO QUE VOS FODA". E como não era banido, ficavas a ver uma conversa amena sobre cursos universitários e lá pelo meio um troll que não parava de insultar toda a gente. Tipo:
User A: Então, e que curso queres tirar?
User B: Estou a pensar em psicologia
Troll: QUANDO EU TE VIOLAR TU É QUE VAIS PRECISAR DE PSICÓLOGO!!!!!!!
User A: Também gosto muito. A minha irmã tirou o mesmo curso. Para que universidade vais?
Troll: ELA VAI PRA UNIVERSIDADE DAS PUTAS AMESTRADAS!!!!
User B: Em princípio universidade do porto. E tu?
Troll: VAIS-TE PROSTITUIR À PORTA DA UNIVERSIDADE DO PORTO, SUA VACALHONA!!
User A: Eu vou para a universidade de Évora

E isto podia arrastar-se durante horas. Era o pão nosso de cada dia.

A primeira vez que falei com alguém online foi no chat de clix. Quando disse "Olá" e do outro lado recebi um "Olá", nem queria acreditar. Fiquei super entusiasmado e respondi "CHUPA-ME O CARALHO, SUA PUTA!". Não fiquem chocados. Eram outros tempos.

Internet Relay Chat

O IRC foi o peso pesado da internet tuga entre 97 e 2005. Era onde existia a maior concentração de Portugueses ao mesmo tempo. Cerca de 30 mil online durante a noite. Era uma rede de chats, com canais sobre praticamente todos os temas. De certa forma era muito semelhante ao reddit, uma vez que qualquer pessoa podia criar o seu próprio canal e tentar torná-lo popular. Depois escolhia os moderadores para o seu canal.
Uma cena interessante do IRC era que poder falar com pessoas online ainda era o primeiro atrativo. A cultura da devassa da vida privada ainda não existia, e o pessoal não andava desesperado por popularidade. A excitação estava em poderes comunicar com desconhecidos. Era uma cena nova, revolucionária. E como não tínhamos o dia todo para estar na internet tentava-se tirar o máximo partido.
Um termo que já foi muito popular, mas agora raramente se usa, é o "blind date". Basicamente, entravas, metias conversa com uma gaja, perguntavas de onde ela tecla e marcavas um encontro para amanhã. Quase sempre sem troca de fotografias. Isto hoje em não acontece.
Foi no IRC que conheci as minhas primeiras namoradas. Nessa altura ainda havia romance online, pois era novidade. Hoje em dia está demasiado banalizado. Já toda a gente experimentou tudo toneladas de vezes e as pessoas tendem a ficar-se mais pelos seus círculos sociais reais, em vez de se aventurarem com desconhecidos.
O IRC era vida. Era tipo guerra dos tronos. Lembro-me de ter feito chantagem com o dono de um canal para ele me passar a administração. Ele fundou o canal, mas eu é que o tornei popular. Ele esteve ausente uns meses, e quando voltou começou a querer impor as ideias dele, e eu fiquei a odiá-lo. Um dia recebi notificação que ele estava online, mas não no nosso canal. Fui ver em que canal ele estava e era o #gayengates. Fiz print e depois fiz chantagem. Tornei-me no lider absoluto do canal. Bons tempos.
No inicio da era da banda larga, como não havia muito para fazer, o comum era o pessoal usar a internet só mesmo para IRC. Basicamente, era só o que fazias. Sempre ligado. Mesmo quando desligavas, podias deixar uma shell do teu nick sempre on, registando todas as conversas. Se soubesses mirc scripting podias até criar bots. Utilizadores fantasmas que estavam sempre on e executavam comandos. Por exemplo, podias escrever, no geral, !tempo, e ele dizia-te o tempo. Ou então !ban zetoy, e ele bania o zé. Era fascinante estar num canal com centenas de pessoas a madrugada toda a trocar mensagens. Mais uma vez, tal e qual como o Reddit. A diferença é que era formato de chat, não de fórum.
Nesta época os chats clix e terravista também eram muito populares, mas o pessoal do IRC era uma beca snob para com o do clix e terravista, pois os do clix e terravista eram os incautos, que nem sabiam o que o IRC era. Eram os chats dos pobrezinhos. IRC era para quem já sabia um bocadinho mais de tecnologia, uma vez que exigia que conhecesses alguns comandos.
O servidor mais popular em Portugal é a PTnet. Já quase ninguém usa isto, sem ser gays. No estrangeiro, no entanto, ainda há servidores com milhões de utilizadores, mas é uma cena mais para programadores. Basicamente, cada servidor era o seu próprio universo de IRC. Tu podias ir a qualquer servidor, mas se quisesses estar no com mais Portugueses era o PTnet.

MSN

MSN era um mensageiro, tipo Skype. O que tinha sempre on era o IRC e o MSN. Geralmente falavas com o pessoal no IRC, e depois trocavam contactos. MSN era mais pessoal. Isto em inícios de 2000. A dada altura toda a gente que tinha internet tinha MSN. Era mais popular do que IRC. Era quase o equivalente a ter whatsapp.

NETMEETING

Era basicamente para bater pivias por webcam e ver mamas. Tipo Skype, mas servia apenas para video. Quando falavas com uma gaja no IRC e querias fazer "sexo virtual", pedias-lhe o netmeeting. Isto foi ainda antes do MSN. É uma merda dos anos 90 e inicios de 2000. Acho que já ninguém usa, a menos que sejam dementes.

TUGA NINJA

Tuga Ninja foi um dos eventos mais entusiasmantes da internet nacional. Era um jogo de porrada no site da CLIX. Tinhas uma sala de chat com muita gente on e desafiavas quem quisesses para um combate. Consoante ganhavas, ias subindo no ranking. Era isso que dava pica, tentar chegar ao topo. Era muito simplório: o adversário decidia como te ia atacar, e tu tinhas de adivinhar a decisão dele e escolher a defesa. O que tornava o jogo especial era a banda sonora dos ENA PA 2000(?) e o design dos personagens, que eram todos caricaturas de diversos espectros da sociedade tuga, como é o caso de taxistas e peixeiras.

HI5

Acho que toda a gente deve conhecer o hi5, e foi quando a internet começou a apodrecer e o IRC começou a morrer, aí por volta de 2005/2006. Tornou-se na rede "mainstream" em Portugal. Mas mainstream na altura não era o mesmo que mainstream agora. Mainstream agora significa que a tua avó usa. Mainstream na altura significava que toda a gente com internet tinha. A título de curiosidade: só aí a partir de 2006 é que internet começou a ser uma coisa que toda a gente tem em casa. Lembro-me de em 2003 só eu e mais duas pessoas na minha turma termos internet em casa. E nos anos 90 então era raríssimo. Geralmente os meus colegas filhos de pais finos é que tinham net. Eu tive aí em 95 pela primeira vez.
O hi5 era muita chunga, mas dava para arranjar umas quecas. Na altura era tudo mais fácil, talvez pela escassez e pela novidade. Conheci muita gaja por aqui, mas tirando isso não há nada de bom a dizer. Era lixo. Curiosamente, o HI5 começou a morrer quando a velhada começou a usar net e a inscrever-se. Depois os jovens migraram para o FB, por volta de 2009, enquanto o HI5 ficou para o reumático. Hoje o FB começa a ser cena de velho e o IG é o alvo de migração dos mais jovens. Daqui a mais 1 anito ou dois os velhos começam a popular o IG e os jovens fogem para outra rede.

Myspace

O Myspace marca a era de ouro das redes sociais. E foi uma era muito curta. Digo de ouro porque ainda não eram bem o cancro que são hoje em dia, e nenhuma rede social dominava TUDO, como acontece com o FB. Na verdade, as pessoas estavam espalhadas por diversas redes sociais, e cada rede tinha uma demografia específica. Também exibiam-se muito menos. Não era fotos nova todos os dias. Frequentemente era apenas uma foto de perfil.
Uma das particularidades do Myspace é que era muito voltado para música. Era a rede que os artistas utilizavam, e podias segui-los. Era uma rede mais "cool", digamos assim.
O Myspace ganhou popularidade em Portugal aí em 2006, e começou a morrer aí em 2009. Não era tão popular quanto o Hi5, mas a demografia era mais interessante. Basicamente, hi5 = tudo quanto é merda e Myspace = pessoal mais interessante, mais dado às artes e intelectualidade. Foi no Myspace que conheci as miúdas mais interessantes da minha vida. Não havia tantas, mas geralmente tinham mais conteúdo. Eram as gajas com quem podias falar de música e cinema.
Nesta época as redes sociais tinham um grau de popularidade perfeito: havia gente suficiente para teres com quem interagir, mas não ao ponto de até a tua avó e o periquito dela estarem presentes. Podias participar sem ter necessariamente de ter todas as pessoas da tua vida adicionadas. Era uma cena mais anónima.

Netjovens

O Netjovens é um bocado mais obscuro, mas durante um curto período gozou de um bom nível de popularidade em Portugal. Penso que o auge foi em 2007, depois foi vendido por 1 milhão de euros. Era uma rede tuga, criada por um só gajo num curto espaço de tempo, e até há uma reportagem sobre a venda:
https://www.youtube.com/watch?v=URJ1-buuScs
Como disse, antes de 2010 as pessoas estavam muito dispersas por diversas redes sociais. Não havia uma força dominante, e tu ias a diversos sites, para diversos tipos de demografia e conversa. O Netjovens era estilo HI5, mas um bocado mais interessante e menos popular. Não tão bom quanto Myspace, mas era mais uma plataforma de caça. Sim, as redes sociais até 2010 serviam para o engate. Era basicamente isso. Agora servem para a auto-promoção.
Confesso que não sei bem o propósito da venda do Netjovens. Que saiba o site morreu. Portanto quem pagou 1 milhão pelo mesmo não sei bem o que dele retirou.

Netlog

Da mesma era do do Netjovens, mas mais chunga. Mais uma vez, era para o engate. Tinha bue jogos, por isso até dava para um gajo se divertir. A qualidade demográfica era semelhante à do hi5, mas menos popular. Destacava-se por ter bue funcionalidades de entretenimento que o hi5 não tinha.

E pronto, depois disto é basicamente o que se vê hoje em dia: FB, Twitter, IG, TikTok. Aquilo que vocês já todos conhecem. A nível profissional tens mais oportunidades, mas no que toca a socialização as novas redes são piores a todos os níveis. Servem para engrandecimento do ego e pouco mais. Perdeu-se a componente da descoberta e interacção social.

submitted by theInjusticeamongus to portugal [link] [comments]